sábado, 27 de fevereiro de 2010

Meio inteira

Sigo viva
simplesmente me deixo viver
nutre-me o orgulho dos livros que li
das árvores que plantei
dos passos que dei
dos objetivos que tracei
não me escondo do sol
me deixo ver
exposta a todos os olhos
não me admito pela metade
refuto a dualidade
expurgo a hipocrisia
fomento a sinceridade
não deixo de ver e mostrar o belo
não me excluo de conjugar
todos os modos e tempos verbais
afetos aos meus ideais

Um comentário:

Rosario disse...

I like my friend. Congratulacion!!!